Terapia Snoezelen

APAE de Itapetininga/SP: Terapia Snoezelen

Terapia Snoezelen

Você já ouviu falar sobre a sala de estimulação multissensorial Snoezelen?

Ela surgiu na década de 70 e foi criada inicialmente para pessoas com deficiência mental... O conceito foi criado devido à frustação de especialistas verem como era realizada a intervenção em pessoas que tinham diferentes transtornos de desenvolvimento e não se obtinha os resultados desejáveis. AdVerheul e Jan Hulsegge foram os mentores dessa ideia tão revolucionário. Estimular pessoas por meio de canais sensoriais pode ajudá-las e muito. Esse trabalho, quando supervisionado e controlado por um profissional, cria novas respostas na pessoa.

Nos últimos anos, esse projeto disseminou-se por todo o mundo, comprovando seus efeitos benéficos.A terapia é muito utilizada no tratamento dos efeitos causados por deficiências, doenças mentais, demência, alterações de comportamento, hiperatividade, autismo entre outras.  Em casos mais acentuados é a única intervenção possível e alternativa ou complementar às atividades tradicionais. Os resultados revelados pelos estudos de investigação são muito positivos e têm potencializado o reconhecimento da terapia Snoezelen.

Objetivos e benefícios
O ambiente Snoezelen é repleto de materiais e equipamentosmultissensoriais permitindo: 

- A estimulação sensorial e/ou a promoção do relaxamento;
- A estimulação/desenvolvimento de competências cognitivas, comunicativas, sociais, motoras e educacionais;
- A promoção de atividades lúdicas e de lazer. 

A Terapia Snoezelen apresenta conforto – através de estímulos controlados – e oferece uma grande quantidade de sensações ao paciente. Estatécnica usa efeitos de forma individual ou combinada, cruzando música, sons, luzes, cores, vibrações suaves, texturas e aromaterapia. 

O ambiente é seguro promovendo o autocontrole, autonomia, exploração e descoberta, trazendo efeitos terapêuticos e pedagógicos consideráveis, possibilitando a estimulação dos sentidos primários sem necessidade de recorrer às capacidades intelectuais, privilegiando as sensoriais. 

A variedade de atividades permite que as terapias sejam únicas e adaptadas a cada pessoa, explorando, ao mesmo tempo, as necessidades e preferências do paciente, aumentando a autoestima, emoções positivas, a capacidade de iniciativa, aprendizagem e auto expressão. Tem, por isso, um grande impacto na qualidade de vida de quem a vivencia.